Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2013

QUER QUEIRA, QUER NÃO QUEIRA.

Imagem
Eu conheci esse cidadão nos anos 70, pelo personagem que ele incorporou "Biu Soriano". Vestia um terno preto com chapéu no estilo Waldick Soriano. Era a alegria das festas de São Sebastião em Belo Jardim. Sempre se apresentava antes das atrações, para a alegria do público. Chegava no palco em grande estilo, anunciado como um grande artista, cantava as músicas do ídolo e as de sua autoria sem esquecer de lançar o chapéu para o público, lembrando que precisava ser devolvido, claro. Biu Cantava uma música que ficou gravada na minha memória com o título "Quer queira, quer não queira, eu sou Waldick Soriano". Rarará!
Ele tinha problemas físicos, acho que foi a pólio, e psíquicos, mas não deixava se abater pelas críticas, chacotas ou pressões, fazia o que queria e será lembrado justamente por isso.
Muito tempo depois, quando tive a oportunidade de ler Elogio à Loucura de Erasmo, vi em todas as páginas a figura de Biu, a estultícia, a loucura branda e divertida que fazia…

É POSSÍVEL COMPARAR?

Uma coisa que andou incomodando recentemente foi a comparação entre Julian Assange e a blogueira cubana Yoani Sánchez. Não existe nenhum forma de comparação possível, são objetos e proporções totalmente descabidas.
O que é Assange e o WikiLeaks? São uma espécie de grupo guerrilheiro. Será que os Estados Unidos pode formalmente acusar Julian Assange de ser um criminoso? Sim, pois o que ele fez é crime perante a lei. Seu crime foi a divulgação de grande volume de documentos confidenciais da diplomacia americana. Assange e o grupo que trabalha com ele colocou a vida de pessoas, militares e civis, em risco e destruiu o trabalho de muitos anos do corpo diplomático americano. São crimes gravíssimos. Caso ele pise em solo americano será preso, julgado e condenado possivelmente a pena máxima, pois a pena é proporcional aos danos causados. Assange fez espécie de “terrorismo”, de pirataria. Suas ações não são sustentáveis do ponto de vista jurídico. O que ele fez foi, de fato, uma agressão ao e…

HOJE TEM REUNIÃO EM CUPERTINO.

Imagem
Qual a notícia do dia? O lançamento do Google Glass pelo Google. Deixou o mercado em pânico, mas a Apple, principal inimiga do Google nesse terreno, não tardou a despachar seu exército na mídia para atacar. A Wired fez uma matéria hoje dizendo que o Glass era caro, precário, e que a tecnologia de comando de voz não funciona bem. Mas é apenas espuma. O que de fato aconteceu foi uma inovação significativa. Um dispositivo funcional de realidade aumentada colocado no mercado antes do que era esperado pela concorrência.
Quem sai perdendo? A Apple. perdeu o protagonismo. Ela teve o seus momentos de glória ao lançar o iPhone e o iPad. Agora amarga derrotas consecutivas. A primeira contra a Samsung no seu próprio campo, com o lançamento do Galaxy Tab de 7 polegas; a segunda contra a Google com a perda do domínio para o Android e a terceira contra a Microsoft que se antecipou e lançou o Windows 8 com a integração entre tablet e desktop, não alcançada pelo sistema operacional da Apple, o OSX.

O MARKETING DA MISÉRIA OU A MISÉRIA DO MARKETING

O governo Dilma está vivendo um problema muito curioso com a taxa de câmbio. Existe uma necessidade de desvalorizar o real frente ao dólar, para melhorar o desempenho das exportações e equilibrar mais a balança comercial para para o lado azul. A desvalorização também é importante para aumentar o nível da produção e barrar o gasto no exterior. Tudo isso é muito bom e precisamos muito.
Mas, os marketeiros do governo decidiram usar na propaganda a maior obra do Governo do PT, que foi uma redução significativa da miséria. Isso tem grande apelo e significado político na próxima eleição. Mas, como transformar um ente, a miséria, que não é vista pela classe média, formadora de opinião, em algo visível, mensurável? Com números.
Os números, as cifras e os índices nunca mentem, pelo menos quando o assunto é propaganda.
Qual seria, então, o número “matador”, inquestionável? Seria o do Banco Mundial, que considera US$ 1 por dia o mínimo para definir quem está acima da linha da miséria absoluta. S…

HOMOSSEXUALISMO É DO REPERTÓRIO

O zoólogo inglês Robin Baker faz uma reflexão interessante sobre o homossexualismo do ponto de vista evolutivo. Segundo ele todo mamífero evolui com um repertório de comportamentos sexuais. Isso ajuda na adaptabilidade, o comportamento único pode ser uma ameaça, um risco. Baker reconhece dois comportamento “gays” como os mais comuns: o homossexual exclusivo e o bissexual.
Os bissexuais são explicados evolutivamente como um tipo de comportamento que expande a duração da vida sexual masculina, antecipando. Assim, o bissexual já começa a ter uma vida sexual ativa aos 8 ou 9 anos, chegando na maturidade experiente, o que só acontecerá num heterossexual aos 16 ou 18 anos. No ambiente ancestral a vida era curta e dois ou três anos de vida sexual ativa a mais poderia resultar numa grande vantagem.
Assim, o bissexualismo evoluiu com a espécie e continuou existindo por trazer uma clara vantagem evolutiva. A atração sexual pelo mesmo sexo seria uma espécie de subproduto, já que o bissexual não …

AGÊNCIA POPULAR

Certa vez, quando eu morava em Rio Doce, Olinda, uma vizinha ficou sabendo que eu iria criar um negócio próprio de propaganda, uma agência, e de forma cândida e desinformada perguntou interessada:

– É no Mercado de São José?

Fiquei surpreso, mas compreendi que a profissão de publicitário não existia no universo dela, e respondi em tom de brincadeira:

– Sim, mas no meio da rua, uma barraca.

– Então é bom gritar bem alto pois ali passa muita gente e tem muito barulho, respondeu a moça com um conselho.

Acho que foi o melhor e mais sincero conselho que tive na vida. Não devemos ter medo de ir para a rua, armar a nossa barraquinha e gritar bem alto, pois só assim conseguimos vender o nosso produto e ganhar honestamente a vida.

Mercado de São José, me aguarde.

POLÍTICA NO VATICANO

Uma das principais características da Loucura é dar opiniões sobre tudo. Eu, como dileto cliente da Loucura, sigo essa tradição com alegria.
Trema o Vaticano! Darei a minha opinião sobre a sucessão papal e, prestem atenção leitores, minha opinião é bem melhor e mais inteligente que a do Frei Leonardo Boff.
Na grande luta do século XX a Igreja Católica foi amplamente vitoriosa. Com João Paulo II a frente, deu relevante contribuição à derrota do comunismo com seu ateísmo anexado.
O comunismo foi uma ameaça real e imediata para a Igreja Católica. Desorganizou a Igreja Ortodoxa na Rússia e em outros países da Europa Oriental e dos Bálcãs, entrou dentro da própria estrutura da ICAR com a Teologia da Libertação e outros pensamentos congêneres, e ampliou o ceticismo e o ateísmo em países católicos. Hoje, não existe mais essa ameaça, o comunismo foi derrotado e seu principal representante, Stalin, satanizado e transformado na encarnação do mal. Ponto para João Paulo II.
Mas, contraditoriament…

O SKEUOMORFISMO DE SCOTT FORSTALL.

Numa matéria para a revista Wired na Internet o jornalista Clive Thompson finalmente pronunciou as palavras que estavam engasgadas durante toda a era Jobs na Apple, a interface do OSX, baseado nas ideias de Scott Forstall, estão ultrapassadas e a Apple já está trabalhando numa outra interface.
Marca registrada da era Forstall foi uma característica de design conhecido como skeuomorfismo. Por definição é "um elemento de design ou estrutura sem nenhum ou quase nenhum propósito no artefato confeccionado em um novo material, mas foi essencial para o objeto feito a partir do material original". Um exemplo são os elementos de pseudo madeira em automóveis que simulam as antigas charretes, ou “parafusos” falsos no plástico para simular o metal original anterior.
Na Apple foi usado para criar um ambiente familiar aos usuários, Jobs adorava principalmente por trazer dificuldades para os outros sistemas operacionais.
A crítica é que os projetos de interface que usam skeuomorfismo são c…