4 de abr de 2018

O FILHO DO SENHOR RELATIVO

Meu pai, o coletor Dino Cabral, contava uma história onde ensinava sobre a estupidez humana e como uma pergunta revela o que se passa na cabeça de alguém. Ele chamava a historinha de "O Filho do Senhor Relativo". Dizia que o filho chegou correndo, ofegante, perto do pai e perguntou gritando:
— Pai, será que existe mais de dez cachorros pretos no mundo?
E o pai respondeu em um tom professoral e de repreensão:
— Deixe de ser burro moleque, não está vendo que tem mais de trinta.
Nesse momento Seu Dino explicava o moral da história, que tudo era relativo, o filho tinha dez anos e acreditava que o mundo comportava dez cachorros pretos. Já o pai tinha uma visão mais ampla e aos trinta anos chegou a conclusão que o mundo tinha trinta cachorros pretos, era tudo relativo. A estupidez evoluía com a idade.