25 de jun de 2017

O ÁLCOOL E OS PIT BULLS

Quem me conhece sabe que não bebo, ou melhor, bebo pouco e raramente. Vi muitas vidas queridíssimas destruídas pelo vício e não quero dar a mínima chance ao azar.
Há aqueles que libertam os seus demônios quando bebem ou usam outra coisa qualquer. É como andar eternamente com um pit bull amarrado ao calcanhar e a bebida afrouxa a corda deixando o animal livre.
Muitas são pessoas dóceis e delicadas sóbrias, violentas e arrogantes bêbadas. Famílias destruídas, filhos que odeiam os pais, vidas infernais, talentos desperdiçados, futuros jogados fora por meia garrafa de aguardente.
Quem anda com esses demônios amarrados ao calcanhar deve está consciente da responsabilidade, manter o laço apertado, não beber.
Fábio Assunção é um desses escravos dos demônios, anda com um pit bull amarrado dentro de si, é responsável sim pelos atos em Arcoverde, pois encher o copo é uma decisão consciente.
É uma pena, seu trabalho lá não é apenas ótimo, como necessário, precisamos dele.
Espero que sirva de lição.

Nenhum comentário: