28 de abr de 2017

GREVE GERAL, DERRUBA O CAPITAL!


A palavra de ordem "GREVE GERAL" é cheia de boas e divertidas lembranças dos meus anos de UFPE, lá no início dos anos oitenta. Naquele tempo era a ideia da moda, não entre os estalinistas, como eu, que esperavam uma revolução de repente, de supetão, mas entre os grupos trotskistas que tinham a tal greve geral como uma espécie de anunciador da revolução, como os clarins de Zé Pereira fazem com o carnaval no Recife.
Mas, não ficava por aí, tinha um grupo mais radical e liberado que defendia algo muito mais avançado e radical: o coito anal para derrubar e enfraquecer o capital.
Eu explico: O coito anal, como um método contraceptivo natural e eficiente, não reproduz o exército de desempregados que é a base da exploração capitalista, assim, enfraquece o capitalismo. Usado em larga escala pode até derrubar toda a estrutura imperialista, opressora, machista, moralista e cristã que sustenta o capitalismo
O coito anal enfraquece especialmente a indústria farmacêutica que vende a pílula que envenena as proletárias. Uma exceção honrosa deve ser registrada, a Johnson & Johnson que fabrica o KY, arma fundamental do revolucionário.
Rarará!

Nenhum comentário: