24 de mai de 2013

POSSO NÃO CHAGAR A VER UMA EDUCAÇÃO DECENTE NO BRASIL

Hoje amanheci "ungido" pelo espírito do Senador Cristovam Buarque. É que li uma matéria sobre a educação pública na Finlândia e lembrei dos tempos de militância no Movimento Estudantil onde as palavras de ordem eram: 12% PARA A EDUCAÇÃO (hoje dizem, na melhor das hipóteses, 10%) e VERBAS PÚBLICAS, SÓ PARA ESCOLAS PÚBLICAS (hoje a luta é para ampliar o ProUni, justamente o contrário). Nessa brincadeira, desde que sai do Movimento Estudantil, perdemos quase três décadas para a Educação, dois mandatos de FHC, dois do Lula e um da Dilma. O que tenho mais raiva são os últimos, pois nesses 11 anos de PT a Educação teve um tratamento marginal e privatizante, continuamos na merda. Tenho 49 anos, uma mudança significativa na educação levaria uns 20 ou 30 anos, ou seja, eu poderia está hoje num país com plena Educação, mas, devido a esses dois grupos políticos, o PSDB e o PT, mesmo que uma revolução comece hoje corro o sério risco de morrer sem ver o Brasil com uma educação decente.

5 de mai de 2013

LEMBRANÇAS DE UM ÔNIBUS DA CTU



Estou ficando velho. Esse foi o primeiro transporte público que usei no Recife, um elétrico da linha Mustardinha, ainda nos idos de 1979.
Lembro que um doido do bairro ficava o dia inteiro passeando, de ônibus em ônibus.
Certa vez sentou ao meu lado no banco do besta, aquele longitudinal, e batendo com força no meu braço pediu uma caneta. Eu, um matuto assustado lá de Belo Jardim, tratei de dar a minha única caneta Bic azul ao rapaz. Ele, entretanto, não usou, queria apenas a tampa, tirou e devolveu o resto. Assustado mas curioso, perguntei meio sem jeito:
- Pra quê você quer essa tampinha?
- Para coçar o ouvido. Respondeu o rapaz.
Em seguida enfiou a ponta da tampinha no ouvido tirando certa quantidade de sujeira que cheirou e limpou na calça.
Rarará!
Estou rindo agora, mas no momento fiquei assustado.
Também foi nesse ônibus que escutei, pela primeira vez, o lindo e inocente versinho eternizado pelo Velho Faceta do pastoril:

"Bairro é o meu
Casa é a minha
Mas, lugar de corno
É na Mustardinha".

Lírico.


4 de mai de 2013

DELL AVISA SOBRE FURO DEPOIS QUE O BARCO AFUNDA


A Dell é uma empresa interessante. O HD do meu notebook de trabalho falhou, falhou, até pifar definitivamente causando grande transtorno e atraso. Como já estava fora da garantia fui a uma loja, comprei outro HD e eu mesmo instalei. Ótimo. Quando fui atualizar os drivers na nova instalação no site da empresa recebi uma mensagem que deveria atualizar o firmeware (soft interno) do HD antigo, caso eu não realizasse a atualização corria o risco dele falhar.
Tenho um equipamento de primeira linha, um XPS i7, cheio de "pra que é isso?", paguei caro, não merecia esse descaso. Além do HD ter ido para o espaço uma das três portas USB pifou e dizem nos foruns que também é uma falha de firmeware ou algo parecido
Pelamordedeus dona Dell. Ainda bem que a senhora vende computador e não automóvel ou avião.
Eu estaria morto.
Meu próximo notebook será um vagabundo da sua linha, ou um HP.

3 de mai de 2013

NÃO EXISTE REBELDE CHAPA BRANCA

Passei toda a minha vida adulta cultuando a rebeldia, o comportamento contestador, inconformado, anarquista. Aos 18 anos eu poderia ser classificado por qualquer tipo de análise atual como um terrorista (Rarará!). Mas, com o tempo, aprendi a controlar os impulsos, refleti e fui educado pela militância comunista. A formação política canalizou toda minha rebeldia para um comportamento mais amadurecido, racional e reflexivo. O rebelde ficou adormecido, meio que anestesiado, com uma coleira apertada, mas presente.
Eu tive solução (será?), mas o rebelde criado a solta, sem nenhuma coleira ou controle segue sempre o princípio de primeiro morder, depois perguntar quem mordeu. A rebeldia não tem ideologia, apenas a falta dela.
Falei tudo isso apenas para confessar que Lobão é um rebelde e por essa razão é do meu time, dos meus, e tem a minha simpatia incondicional. A rebeldia não é agradável e muito menos bem comportada. O rebelde é essencialmente contestatório e contrário ao poder instituído. Não existe rebelde chapa branca.
Achou ruim? Sentiu-se ferido pelo rebelde? Assuma seu conservadorismo, vá reclamar ao bispo!