30 de abr de 2013

PT PASSA O RECIBO PARA EDUARDO

Assisti agora a pouco as inserções nacionais do PT que começam a ser veiculadas hoje e são um exaustivo recibo ao PSB e à candidatura de Eduardo Campos.
Muitos eufemismos podem ser usados para tentar explicar essa estratégia e a possivelmente usada pelo João Santana é que tratar-se de uma vacina. Como o nome diz "vacina" é uma estratégia de marketing político que tenta anular antecipadamente uma vantagem específica de um competidor que pode converter-se no futuro em problema. No caso a vantagem que Santana quer anular é o discurso do PSB que usa as conquistas do período Lula/Dilma. Usando o mesmo discurso o marketeiro tenta se apoderar do discurso de Eduardo ou, numa hipótese não tão boa, transformá-lo numa ambiguidade. Essa é a medida preventiva.
Bem, neste caso chamar "vacina" é realmente um eufemismo, pois o estrago já está feito. Seria mais apropriado usar o temo "antibiótico". O discurso de Eduardo não é baseado numa criação de algum marketeiro de plantão (embora Eduardo tenha alguns, e dos bons), não é uma invencionice, é resultado de pesquisas sobre a opinião e o sentimento dos brasileiros com o governo.
O antibiótico é ineficiente. Estamos há um ano da eleição, tempo de sobra para Eduardo arranjar outro “É” e esvaziar qualquer tentativa de transformá-lo em ambiguidade. Para os outros atores, outras forças políticas, a estratégia de marketing petista está soando como “recibo” da real possibilidade de Eduardo ganhar a eleição. Ou seja, antes do programa do PT Eduardo era um governador rebelde e mal-agradecido de um estado do Nordeste que desejava uma candidatura olímpica, após o programa transforma-se num candidato com reais chances, num perigo real e imediato a ser combatido. O programa do PT revelou seus medos e com isso suas fraquezas.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE O PSDB E O PSB?


O PSDB é um adversário já conhecido pelo PT, é oposição e demarca claramente o campo. O PT conhece a fórmula e sabe que bater no PSDB junta forças ao seu lado. Mas, bater no PSB e em Eduardo parece surtir o efeito contrário. Quanto mais o PT bate, mais Eduardo cresce, tanto na opinião pública quanto politicamente, atraindo aliados e possíveis aliados do governo para seu campo. Essa é a sinuca de bico que o PT está metido.

Nenhum comentário: